Ícone do site André Martins

Tocando com arte e alegria, por causa do Senhor!

arte-louvor-musicalidade

Você tem tocado o seu instrumento musical em sua igreja local, com arte e alegria? Nada é mais entediante do que tocar sem intencionalidade.

Pior do que isso, é tocar sem ter a revelação dAquele que é o objeto da nossa adoração. A passagem de Salmos 33, nos dá uma perspectiva de como deve ser a nossa atitude ao servirmos à Deus através da nossa vida e dom musical.

Cantem de alegria ao SENHOR, vocês que são justos;
é apropriado que os íntegros o louvem.
Celebrem ao SENHOR com melodias da harpa,
toquem música para ele com instrumento de dez cordas.
Entoem para ele um novo cântico,
toquem com habilidade e cantem com alegria.
Salmos 33:1-3 (NVT)

A Arte e a Alegria

A arte foi criada por Deus como uma forma de expressão. Deus é um artista! A prova disso? Sua imensa capacidade de criar todas as coisas que Ele antes, visualizou em seu coração. Somos criativos, artistas por essência, afinal, viemos de Deus! Por meio da arte expressamos nossas crenças, valores, estilo de vida, estado de ânimo.

A alegria é uma expressão da nossa nova identidade “Em Cristo”. É um fruto da nossa natureza espiritual. Sendo assim, porque Deus é alegre, nós somos alegres! Nosso louvor, então, deve ser uma reação à essa condição espiritual. Agora, somos justos, temos uma relação correta com Deus, por isso, devemos experimentar  e externar essa realidade.

https://www.andremartinsoficial.com/a-arte-a-igreja-e-o-mundo/

A Música como Instrumento de Louvor

Em Salmos 33, primeiramente Davi nos encoraja a usarmos os nossos instrumentos musicais como uma maneira de oferecermos louvor. Em seguida, ele nos inspira a criarmos melodias, entoando a Ele uma nova canção. Como isso me cativa! Existe sempre uma nova melodia a ser oferecida à Deus! Há sempre mais para expressar à Deus. Nossos instrumentos precisam expressar essa revelação! Já parou para pensar que a nossa música pode manifestar aquilo que conhecemos de Deus? Porque eu entendo quem Deus é, eu toco. Bem como eu canto, danço, etc, etc, etc…

Perguntas a serem feitas

O objetivo desse parágrafo, não é trazer a você nenhum peso, somente um recurso para você se auto-avaliar. O motivo? Quando não reconhecemos a nossa condição atual, não temos a força necessária para mudar aquilo que é necessário para o nosso crescimento.

Você têm estado desanimado com o seu dom? Com qual frequência você estuda o seu instrumento? Qual foi a última vez que você dedicou um tempo para ouvir novas canções ou, melhor ainda, qual foi a última vez que você cantou e tocou uma nova canção ao Senhor?

Nossas respostas mais sinceras, revelam nossa verdadeira condição. É triste reconhecer, mas, se não tomarmos cuidado, nós, músicos, líderes e ministros de louvor tocamos e ministramos na igreja no automático, sabe? Não há vigor, frescor e brilho nos olhos, simplesmente, porque nos esquecemos da coisa mais importante: O Senhor!

 

Por Causa do Senhor

 

No versículo 4 de Salmos 33, Davi revela o por que precisamos tocar e cantar com arte e louvor. Ele diz:

Pois a palavra do SENHOR é verdadeira
e podemos confiar em tudo que ele faz.
Salmos 33:4 (NVT)

Em outras palavras, Davi está nos dizendo: ” Ei, sabe por que você precisa tocar bem, com arte e  alegria? Porque a Palavra do Senhor é verdadeira! Podemos confiar no Seu caráter! “

Não se trata apenas do som, repertório, equipe, equipamentos, iluminação, ânimo dos membros, etc, etc, etc… Todas essas coisas são importantes e nos dão um ânimo a mais ao tocarmos em nossa igreja local, bem como nos dão um incentivo a estudarmos mais nossos instrumentos. Porém, o motivo maior é: A revelação que possuímos sobre Ele!

 

Da próxima vez, em que você estiver com o seu instrumento, saiba: Deus te deu um dom para a glória Dele! Quando receber o repertório da semana para tocar na sua igreja, fique animado! No ensaio, lembre-se: Se trata Dele! Ao ministrar no culto, expresse, extravase e celebre o fato de que Ele é o motivo de todo o seu louvor!

 

Bom som!

 

André

 

 

 

 

 

 

Sair da versão mobile